Fique por dentro

Aprenda sobre finanças brincando

Adquirir conhecimento sobre finanças pessoais é algo fundamental – e bem mais agradável de se fazer quando a forma de ensino é lúdica. Por isso, listamos alguns jogos para divertir (e ensinar) noções de educação financeira para a toda a família.

Segundo dados divulgados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 61 milhões de brasileiros – o que corresponde a 36% da população economicamente ativa, de 169,1 milhões – terminaram 2019 inadimplentes. . Se você faz parte dessa estatística ou conhece alguém nessa situação, compartilhe as nossas sugestões:

Bons Negócios

O jogo aborda assuntos como investimento e negociações e traz ao universo das crianças e jovens a rotina de negócios e de como se manter em uma empresa. Além disso, desenvolve as habilidades necessárias a um empreendedor atuante como a tomada de decisão com base em prioridades pré-estabelecidas , e mostra a importância de se manter um planejamento financeiro realista para o alcance dos objetivos.

Banco Imobiliário / Monopoly

Um dos jogos de tabuleiro mais famosos do mundo, o Banco Imobiliário é uma ótima ferramenta para entender como funciona o dinheiro, ao mesmo tempo em que ensina a todos a importância de poupar e controlar investimentos com a compra de propriedades.

Aqui, as noções de negociação são um pouco mais complexas e questões como localização do imóvel alteram o valor que o jogador vai ganhar. Pode parecer um simples lance de sorte, mas o jogo envolve estratégia e ajuda a integrar toda a família.

Jogo da Vida

Similar ao Banco Imobiliário, o Jogo da Vida ensina a importância de estar prevenido para os diferentes acontecimentos, sejam eles altos ou baixos. Em cada etapa, são apresentadas situações da vida real, como escolher uma profissão, […]

Ouça agora o episódio #3 do PodCultivar!

O PodCultivar é o podcast da Eletros que aborda assuntos sobre finanças e previdência em um formato dinâmico e moderno. Em cada episódio recebemos convidados especiais para falar de uma forma simplificada tudo que você precisa saber para administrar os seus investimentos e planejar a sua aposentadoria de acordo com os seus objetivos.

Nesta edição, vamos analisar a influência do Coronavírus na economia mundial e no posicionamento da China como uma potência econômica, a instabilidade crescente no mercado graças às eleições dos Estados Unidos e mais:

Crescimento do PIB brasileiro;
Por que a bolsa caiu, mas para o participante da Eletros subiu;
O estudo ALM (Asset Liability Management) e o que ele influencia nos investimentos do participante;

#ouçaoPodCultivar, uma iniciativa Eletros Cultivar, no Spotify, Soundcloud e aqui em nosso site.

 

Cinco dicas de como fazer uma renda extra durante a folia

Feriado prolongado costuma ser sinônimo de fuga da rotina, lazer, relaxamento. Se os dias de descanso acontecem no verão e ainda levam o nome de Carnaval, viram um convite irresistível para muita gente que gosta de viajar e cair na folia. Mas se você não é adepto desse estilo, ou está precisando equilibrar as contas nesse início de ano, confira algumas dicas ganhar um dinheiro extra – até mesmo no conforto do seu lar!

1. Confecção de Fantasias

O que diferencia o Carnaval das outras festividades é o colorido – e no caso do brasileiro, a criatividade – que toma as avenidas em forma de fantasias.

Se você manda bem nos trabalhos manuais, dá uma pesquisada na internet nas tendências de 2020 e coloque o seu bloco na rua (ou nas redes sociais) para fazer bons negócios pela redondeza.

2. Aluguel por temporada

Se você tem casa em local turístico badalado nesta época do ano, pode considerar alugar o espaço e fazer uma baita receita nessa temporada! Muitas pessoas dão preferência a ficar em casa em vez de um hotel. Hoje em dia, diversos aplicativos ajudam a fazer negócio de forma mais segura.

3. Transporte de pessoas

Se cadastrar em aplicativos de transporte também é uma ótima pedida! O número de corridas costuma crescer bastante durante esses dias, visto que as pessoas transitam entre os bairros procurando novos blocos.

4. Cuidar de pets

Para quem gosta de animais de estimação, esta é uma forma de fazer dinheiro extra se divertindo! Assim como no caso da hospedagem da casa, há aplicativos que facilitam o encontro e dão segurança para tutores de animais e os anfitriões.

5. Glitter e maquiagem

Durante a folia, uma regra é importante: quanto mais glitter, melhor! Todo mundo gosta de sair pelas […]

  • Permalink Gallery

    Canais do Youtube para aprender sobre finanças e investimentos

Canais do Youtube para aprender sobre finanças e investimentos

O Google não confirma números, mas não há dúvidas de que o Brasil é um dos mercados mais prósperos e importantes para o YouTube. De acordo com a lista dos 100 canais mais influentes do mundo, da Snack Intelligence/Tubular Labs, 24 são brasileiros, segundo o ranking de outubro (último dado disponível).

A rede social de vídeos conta com nada menos que 1 bilhão de usuários (quase um terço da internet), gerando também 1 bilhão de horas assistidas por dia e quase 500 horas de produção audiovisual geradas a cada minuto.

Com tanta gente produzindo tanta informação sobre tudo o que se possa imaginar, não é difícil deduzir que a plataforma que veio para dar espaço ao entretenimento independente, aos poucos foi sendo povoado também por grandes nomes do ramo das finanças produzindo conteúdo interessante – e confiável – sobre investimentos e educação financeira. Vamos conhecer cinco deles?

Me Poupe

Criador: Nathalia Arcuri

Sucesso de audiência, a jornalista de profissão e poupadora por opção Nathalia Arcuri se propõe a descomplicar a vida das pessoas com muito humor e poucas papas na língua. Ela começou dividindo suas experiências e perrengues com o dinheiro e hoje já acumula cerca de 4,2 milhões de inscritos no seu canal, a primeira plataforma de entretenimento financeiro do Brasil e também o maior canal de finanças pessoais do mundo. No Me Poupe oferece inúmeras dicas para qualquer pessoa começar a poupar e sair das dívidas.  Os vídeos são divulgados quase diariamente em sua conta.

Primo Rico

Criador: Thiago Nigro

Ao perceber nos brasileiros o desejo e a necessidade de investir melhor, poupar mais e aumentar a renda, Thiago Nigro, que é especialista  no mercado financeiro, criou o blog “Primo Rico”.  Adaptando o formato para o YouTube, Nigro […]

Você quer alcançar o sucesso financeiro em 2020?

Falta pouco para o ano acabar e já podemos sentir no ar aquele sentimento de renovação característico desta época. Viajar, começar um curso novo, mudar de carro, fazer um intercâmbio… São tantos desejos que você precisa fazer um planejamento cuidadoso para que possa realizar todos eles sem comprometer o orçamento.

Para muitos brasileiros, economizar e investir em seus sonhos não é uma prática tão comum ainda . Para tirá-lo dessa estatística, selecionamos algumas dicas para ajudar você a obter sucesso financeiro no próximo ano:

1 – Estabeleça seus objetivos de forma clara

Esta deve ser a primeira regra para quem quer mudar a sua relação com o dinheiro. Apenas se você souber aonde quer chegar, será capaz de determinar os prazos para cada aplicação, além de saber em quanto tempo a quantia ficará rendendo até a concretização do seu sonho.

De vez em quando, repita a si mesmo a pergunta: O que eu quero conquistar? Uma aposentadoria tranquila? Uma boa previdência? Uma viagem? Um imóvel? Você quem sabe. Quando a poupança ou o investimento tem um destino e um prazo determinados, poupar fica muito mais fácil.

2 – Quite suas dívidas

Se você tem contas a pagar e está devendo, é importante começar pela quitação das suas dívidas. Isto porque os juros que incorrem dessas despesas normalmente ganham de lavada de todos os investimentos que estiverem dando lucro. Então, se você opta por investir enquanto paga um empréstimo, por exemplo, mesmo que ganhe com a aplicação, vai sair no prejuízo.

Portanto, para alcançar o sucesso financeiro em 2020, é importante que essa seja sua prioridade. Busque negociar suas dívidas e acabar com elas o quanto antes.

3 – Evite gastar por impulso

 Na hora da compra, seja racional. Se questione: “É um desejo […]

  • Permalink Gallery

    Novos hábitos do consumidor brasileiro em 2020. Você faz parte dessa mudança?

Novos hábitos do consumidor brasileiro em 2020. Você faz parte dessa mudança?

A partir de fevereiro de 2020, os produtos e serviços usados para medir a inflação oficial no Brasil serão atualizados para acompanhar e registrar as alterações dos comportamentos de consumo da população. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) vai pesquisar a variação nos preços de 56 novos elementos, dentre eles: transporte por aplicativo e negócios relacionados à vida saudável e estética. Quantos desses bens e serviços você consome?

(Fonte: Agência de Notícias/ IBGE)
Essa transformação nos componentes de crescimento econômico tem como base os resultados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2017-2018, que atualizou as tendências dos consumidores, despesas e renda familiar. Com 377 artigos que variam desde mercadorias a atividades, a nova estrutura de ponderação do IPCA traz seis subitens a menos que o atual, baseado na POF 2008-2009 e em vigor desde janeiro de 2012.

O levantamento retira itens que perderam espaço ou foram excluídos do orçamento das famílias, como aparelhos de DVD, assinatura de jornais e máquinas fotográficas. Em contrapartida, novos hábitos vieram para ficar, como serviços de streaming, passando por tratamento e higiene de animais domésticos, demonstrando que a praticidade e a agilidade já viraram uma necessidade.

Outra conclusão que podemos tirar é a de que caminhamos em direção a uma economia cada vez mais colaborativa. Este é um movimento de conscientização de que, diante de problemas sociais e ambientais que se agravam cada vez mais, a divisão deve necessariamente substituir o acúmulo. Trata-se, assim, de uma força que impacta a forma como vivemos e, principalmente, fazemos negócio. Alguns exemplos são: Uber, Airbnb, Kickstarter e a bicicleta do Itaú.

Além disso, de acordo com dados do Compre&Confie, em abril deste ano foram registrados 12 milhões de pedidos feitos pela internet e que […]

6 cursos sobre educação financeira para fazer sem sair de casa

Está começando a organizar sua vida financeira? Fazer um curso pode ser uma ótima opção para adquirir conhecimento e até mesmo alguma confiança para arriscar alguns investimentos. E o melhor de tudo é que hoje em dia é possível ter acesso a bons conteúdos pela internet, sem a necessidade de sair de casa ou gastar dinheiro. Confira agora seis cursos gratuitos sobre o tema que podem ser feitos a qualquer hora!

 

Introdução ao Excel (oferecido pela Escola do Trabalhador)

Seja para uso pessoal, seja profissional, planilhas são ferramentas muito úteis para a organização financeira; e até hoje, o Excel é um dos principais softwares de planilhas eletrônicas utilizado para auxiliar nesse tipo de controle. Nele, qualquer pessoa pode gerar, sem dificuldade, tabelas com fórmulas prontas de soma, multiplicação, divisão e diminuição – e ainda pode gerar gráficos semanais ou mensais para melhor visualização dos seus gastos e investimentos. Além do módulo de introdução, o Ministério do Trabalho disponibiliza o curso também nos níveis intermediário e avançado.

Educação financeira empresarial (oferecido pelo SEBRAE)

Para quem quer um olhar mais empresarial sobre finanças, uma boa opção é o curso do SEBRAE. Nele, você aprenderá mais sobre como administrar os recursos do seu negócio da melhor forma possível. Atenção: para se inscrever, é necessário ter registro como Microempreendedor Individual (MEI).

Como investir em você (oferecido pela ANBIMA)

Em três módulos, o curso interativo da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (ANBIMA) propõe um novo olhar sobre finanças, orçamento pessoal e investimentos. Mas atenção: este curso possui como pré-requisito ter realizado o curso Planeje sua Liberdade. Quem ficou interessado, deve procurar primeiro pelos módulos mais iniciais.

Como organizar o orçamento familiar (oferecido pela FGV)

Este curso é ideal […]

Como conversar com as crianças sobre consumismo?

Você sabia que as crianças influenciam 80% das decisões de compras de uma família? Os dados são do instituto InterScience. Com os pequenos cada vez mais expostos à TV e à internet – e, como consequência, à publicidade – é necessário, para o bem de todos, trazer o tema do consumismo para dentro de casa desde cedo, despertando neles a consciência para uma vida financeiramente mais equilibrada e saudável. (mais…)

Por que os brasileiros estão entre os que menos poupam no mundo?

Mais da metade dos brasileiros não tem o hábito de poupar dinheiro, apontam os dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). O fato coloca o país em posições baixas nos rankings de poupança: os chineses, por exemplo, poupam quase 30% de seus ganhos – o dobro da taxa nacional.

Mas por que, afinal, somos tão mal planejados em maioria? Quais são os fatores por trás desse cenário? Listamos os cinco principais para você conhecer e evitar.

(mais…)

Independência financeira vs Liberdade financeira: entenda a diferença

A proximidade do final do mês pode ser um momento delicado para muitas pessoas, isto porque a renda (ganho) e os custos de vida (despesas) podem não estar sendo compatíveis. Por essas e outras, a educação financeira faz diferença e o primeiro passo para mudar esse cenário é criar o hábito da economia.

Comece a organizar suas despesas de acordo com o quanto você ganha mensalmente e evite gastos que extrapolem este valor. Iniciando com esse planejamento, logo vem a etapa de livrar-se das dívidas e começar a juntar dinheiro para investir. É assim que o desejo pela independência financeira passa a se tornar mais próximo de virar realidade. Mas, e a liberdade financeira?

Para quem ficou na dúvida, os termos não só são diferentes como também indicam situações distintas. Entenda cada um deles e inicie seus planos para alcançá-los.

 

Afinal, o que é a Independência Financeira?

Atingir a independência financeira significa conseguir acumular uma determinada quantia de patrimônio, de modo que esse valor guardado seja suficiente para que você arque com todas as necessidades de custos mensais. Ou seja, a independência financeira quer dizer não depender de outro ganho para suprir seus gastos, como por exemplo, o salário.

Este prazo pode variar entre dois meses até um ano. É como ter uma reserva de emergência. Se algo inesperado acontece (uma demissão, por exemplo), ela é importante para que você não contraia dívidas.

Falando em dívidas, este é o segundo passo para alcançar a independência financeira. Quitar as dívidas, depois reduzir os custos e então poupar e investir para manter o padrão de vida que deseja.

Liberdade Financeira

Alcançar a liberdade financeira é atingir o patamar de poder tomar decisões financeiras com mais tranquilidade. Nessa situação, você tem a possibilidade de escolher […]